Header Ads

GRUPO DE AGENTES PENITENCIÁRIOS INVADEM BRASÍLIA NESTE MOMENTO E DIZEM QUE VÃO FICAR - PEDEM INTERVENÇÃO MILITAR




Agentes penitenciários invadiram na tarde desta terça-feira (2) a sede do Ministério da Justiça, em Brasília. Segundo a Polícia Militar, o grupo era formado por cerca de 500 servidores de várias regiões do país. Os agentes protestam contra a reforma da Previdência, e pedem a inclusão da profissão na lista de "categorias de risco", junto com as atividades policiais. De acordo com vídeo divulgado neste momento, os ocupantes "declaram Guerra" contra o Governo Michel Temer e suas "malditas" reformas. 

Nós avisamos que iríamos ter GUERRA de verdade com troca de tiros e feridos se nada fosse realizado no Brasil por parte do Exército.

O ato começou na Esplanada dos Ministérios, convocado pela Federação Brasileira dos Servidores Penitenciários (Febrasp) e pela Federação Sindical dos Servidores Penitenciários (Fenaspen). Na invasão, as portas de vidro que dão acesso ao saguão principal do ministério foram quebradas. O G1 aguarda posicionamento do Ministério da Justiça sobre o caso.

Categoria pede a inclusão da profissão na lista de aposentadoria diferenciada, junto com os policiais. Até as 16h, não havia registro de feridos no local; portas e vidros foram quebrados e agentes declaram Guerra de verdade contra a Reforma da Previdência. Mais uma categoria que como os policiais, vai ser retirada da PEC. Que fique apenas o trabalhador "comum" que nada faz...


Por volta das 16h40, equipes da Força Nacional cercaram o prédio do Ministério da Justiça. Em resposta, os agentes penitenciários usaram um equipamento de raios X para tentar bloquear a entrada. 




Ameaça de Guerra Civil em Brasília 

"Nós, agentes penitenciários, queremos ser reconhecidos como categoria diferenciada. No mundo inteiro, o agente de segurança pública é reconhecido com uma aposentadoria diferenciada. Agora, no Brasil, apresentaram esta loucura. Fomos retirados deste texto", diz o presidente da Fenaspen, Fernando Anunciação, que participou da invasão.

Por volta das 17h, um grupo foi recebido pelo diretor-geral do Departamento Penitenciário Nacional, Marco Antonio Severo. O ministro não participou da audiência. Segundo assessores ele estava em reunião no Supremo Tribunal Federal. Até 18h30 os agentes ainda ocupavam a sede do ministério e aguardavam a chegada do ministro Osmar Serraglio.

A cada dia uma bomba civil disparada!




Redação: Diego Lincoln
Revisão e Adequação Jurídica: César Chagas
Revisão Técnica: Gabriel Santos
Fonte Primária de Pesquisa: Online Revista





Uma das únicas revistas online que é mensalmente impressa, Notícia & Verdade está de olho nas principais notícias do Brasil e do Mundo.




Gostou da Reportagem? Não esqueça de curtir nossa página pelo Facebook! 
Este é o nosso maior pagamento.


Nenhum comentário

Comente utilizando a sua conta junto ao Facebook: